Buzzidil Versatile Sherlock

BUZZIDIL VERSATILE SHERLOCK
STANDARD

review: Querida mochila!
Esta coisa das mochilas ainda não me convenceu completamente, mas percebo que a maioria ache que é mais fácil de usar que um pano!
Eu sinto sempre que uso uma armadura, umas mais do que outras, admito, mas só a logística de tentar colocar uma mochila, para mim, já é desafio suficiente e tão ou mais complexo do que qualquer porte mais elaborado com um pano!
Mas há mochilas… e mochilas!

Já estava tão cansada de ouvir 4 ou 5 fãs da mochila dizerem tantas maravilhas sobre esta Buzzidil, que não resisti e pedi para me mandarem uma… mal não faz! Não é por querer experimentar uma mochila que vou deixar de ser fiel aos panos!!
Este crocodilozinho simpático, faz-me lembrar um outro crocodilo (é automático) e sente-se logo qualidade assim que se toca neste tecido simples mas elegante. Um cinzento grafite, macio num tecido muito agradável ao toque. Não é uma mochila pesadona.
Lá vamos nós outra vez; ajusta o painel em largura, ajusta as alças, ajusta a cintura… já suo em bica! Estranhamente o franguinho pequeno, que regra geral ODEIA mochilas, ainda não se queixou… provavelmente porque o tecido é fofo e o M das pernas é automático! Muito curiosa esta mochila, sem dúvida!
Para 14 meses e 9kg esta mochila assenta que nem uma luva. O entrepernas ainda podia crescer mais e também podia reduzir muuuuito mais! Eu sei que não se recomendam mochilas para crianças que não se sentam (mas antes isso que um #penduru).
Na minha humilde e honesta opinião, vale a pena o “esforço” de usar um #slingdeargolas nos primeiros meses, se acharem que são verdadeiramente mochileiros, para depois investir numa mochila evolutiva como esta. O facto de ser evolutiva faz toda a diferença. E não sendo uma mochila demasiado grande é provavelmente bastante mais confortável para os minis mais pequenos.
Não, ainda não me rendi às mochilas… e no fim mostro-vos porquê (cenas de gaja, admito),  mas admito que isto é como aprender a apreciar um bom vinho… primeiro estranha-se depois entranha-se! Obrigada à Carregados de Amor pelo privilégio de experimentar este crocodilo querido!

.
.
.
Para além de sentir que uso uma armadura e de a maior parte das mochilas acabar demasiado de baixo do meu sovaco e magoar-me no braço… o que eu ODEIO mesmo é ficar com as banhas a transbordar para fora do cinto…. é parvo!? É. Mas é uma razão tão válida como outra qualquer!

DSC_0038

we’ll be out of english translation until september!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s