TULIPE TURQUOISE SIGNATURE STARRY NIGHT

TULIPE TURQUOISE SIGNATURE STARRY NIGHT [4,95m_T6]
72cm altura | 372g/m2
51% Algodão Orgânico 34% lã e 15% seda

Olá a todos(as),

Como já sabem a culpa disto tudo é da Elisabete Muga já não ter quem carregar: diz que não pode testar panos sem os usar (pode lá ser). Por mim juntávamo-nos todas comprávamos-lhe uma boneca de babywearing e pedíamos-lhe com jeitinho que passasse a ser a “maluquinha” que passa os dias a carregar uma boneca para testar panos, mas geralmente estas minhas ideias são o oposto de brilhantes!!!

Por isso ela anunciou a decisão de não deixar o blog morrer e tentar que algumas voluntárias bem intencionadas o mantenham em equipa – sim, eu sei, “de boas intenções…” mas atenção: nenhuma de nós está iludida ao ponto de acharmos que podemos substituir a Elisabete Muga – IMPOSSÍVEL. Nem ao ponto de acharmos que este blog vai continuar a ser o mesmo… Acima de tudo queremos que continue, com ideias, sugestões, aprovação e supervisão dela.

Se tiverem paciência para nos ir “vendo” aprender, vamos tentar dar o nosso melhor!

Eu sou a primeira a apresentar-me. Conheci o babywearing enquanto tia, sou mãe de primeira viagem e sempre quis carregar. Este mundo e as emoções que ele nos transmite são, por vezes, indescritíveis.

A minha entrada neste mundo do babywearing não foi a mais natural e tranquilizadora. Quando cheguei a casa, da maternidade, com a certeza que queria carregar e fazer muito pele-a-pele, tinha à minha espera uma enorme panóplia de babywearing mas um bebé que não gostava, não punha nunca perninhas à rã porque as teve sempre esticadas na minha barriga. Andei no facebook a ler e pedir conselhos. Aos 2 meses carregávamos, esporadicamente em pano elástico e marsupi (não deixei de dar colo, mas com os braços que isto de babywearing estava a ser um desafio). Mas com o tempo, foi mudando, tive consulta com uma consultora, a Tânia Pinto, que me ajudou imenso a ganhar confiança, e aos 4 meses fomos de férias e já nem usámos carrinho. Neste momento, não sei mesmo como faria a minha vida sem babywearing (também não sei porque é que gastei tanto dinheiro num carrinho…).

Gostava que a minha participação neste blog me permitisse partilhar esta alegria e este amor, e gostava de aprender, ler, pesquisar, testar, para saber porque é que há panos que nos deixam nas nuvens e panos que “nheee”. Isto de nem sempre podermos experimentar antes de comprar deixa-me com vontade de aprender mais e mais o que gosto e não gosto num pano, comparar diferentes panos, e descobrir o que faz “click” para mim e o meu bebé.

Este blog (desculpem a referência católica) mas é quase uma bíblia de informação. Quantas de nós não o consultamos para saber sobre este e aquele pano. Se puder testar e adicionar aqui um pano ou outro como o que se segue, fico feliz. Agradeço todos os conselhos e críticas construtivas que queiram dar.

Se tiverem paciência para ler, o meu primeiro contributo é sobre um pano quem me deixou totalmente embasbacada:
review: Um golpe de sorte!

Pois é, foi um verdadeiro golpe de sorte que me permitiu experimentar pela primeira vez um pano HE (#highend). Umas amigas encontraram uma viagem internacional e a receber candidaturas, para um pano da marca Tulipe Turquoise.

Eu bem queria, mas aqui a preguiçosa maçarica, ainda não se tinha dado ao trabalho de criar feedback HE (um link de feedback internacional, para panos High End), necessário para “assuntos” internacionais (se não tiverem façam, para não perderem oportunidades).

Tentei fazer um à pressa e o telemóvel empancou, sorte macaca, achei que estava de fora. Duas amigas entraram na viagem e como o babywearing não é só panos, é aprendizagem, amor e amizades eu achei que com um bocadinho de sorte, marcávamos um cafézinho e eu via (à espanhola) este paninho!

Surgiu outra oportunidade internacional e FINALMENTE montei o tal link de feedback.
E nisto uma dessas amigas pergunta: Olha queres que pergunte à organizadora da outra viagem se ainda podes entrar? CLAROOOO!!! Obrigada foi a minha resposta! Se bem que fiquei sempre na defensiva, a achar que seria impossível!

Mas tornou-se possível!!! Na condição das minhas amigas aceitarem dividir as duas semanas delas a 3 (e aceitaram! Muito obrigada lindas!).

Entrei para a lista, para o grupo da viagem e achei que estava safa, respirei de alívio!

Mas apesar deste pano ser sobre uma noite estrelada (starry night), ele e eu, ainda não tínhamos as estrelinhas alinhadas… Ele chegou. Andou a ser namorado pela primeira, era suposto vir para mim uns dias entre ambas e apanhei uma Senhora Gripe; uma gripe daquelas, que me fez ficar de cama e perder a minha oportunidade.

Contactei a organizadora a agradecer, e a explicar que não estava bem e que não ia poder ir ter com a primeira amiga receber o pano e passar à segunda, porque nem me sentia bem para carregar. Disse que voltávamos ao plano inicial e que cada uma delas gozaria a sua semana e numa futura oportunidade eu me candidataria, se ela aceitasse.

Nisto, para me provar novamente que babywearing não é só panos, a fabulosa organizadora diz que posso experimentar uns dias depois de recuperar, depois da segunda amiga experimentar a sua semana (atrasaram a viagem por mim, fiquei sem palavras).

Acho que aí este paninho percebeu que já não podia fugir e alinhou finalmente comigo… e que alinho!!!

Quando o recebi, ainda no café, toquei-lhe; meti a mão dentro do caixote e dentro do saco e eis que estava a tocar numa nuvem: uma mantinha fofinha, fofinha! Apetece-me dizer fresca e fofa, mas com lã, de fresco não tinha nada mas é suave e fofa. Cada vez mais ansiosa por experimentar, fui para casa da minha mãe (a minha era mais longe e ainda tinha outras coisas marcadas naquele dia).

Quando faço o primeiro DH (#doublehammock) com ele, primeiro estava a ser observada pela minha mãe, e sinto-me sempre avaliada, estava concentradíssima a entrapar (ela tem sempre medo que deixe o meu filhote cair e eu gosto de exibir competência) e quando dou o nó relaxo (fiz tudo bem, estava bem ajustado e não mãe, o teu neto NUNCA esteve em risco de cair!).

Ao relaxar, tomo finalmente a liberdade de sentir o pano. WOW, de repente tenho um momento “Oh My God” (#OMG), não sentia o peso do filhote, de 10kg passou a 10 gramas, eu estava enrolada numa nuvem e podíamos passear e passear que estava tudo bem.

Sou daquelas mães ansiosas que vai olhando para montras, janelas de carros, usa o telemóvel, sempre a “checkar” o baby. Naquele momento não havia necessidade, eu sentia que estava tudo bem, apetecia-me andar aos pulinhos pela rua, feita criança, a cantar lenga-lengas, e a sentir-me super bem. Fui desfilando armada em convencida, tal qual anúncio de pensos higiénicos “sentes-te limpa, sentes-te bem”, eu sentia-me segura, confortável e pela primeira vez confiei que o meu baby só podia estar bem!

Foi mesmo um momento e tanto! Este pano faz-me sentir uma princesa!

O pano tem uma boa diagonal, abraça-nos delicadamente, de fácil ajuste. É um pano grosso, com cerca de 372g/m2, mas não se sente a grossura, nem é limitante. Tem 72cm de altura, o que faz um belíssimo assento, numa edição limitada, apenas em tamanho 6, que nos deixa a chorar por mais.

Não foi propriamente criado para o nosso clima, de design Belga e fabrico Alemão, com certificação GOTS, a marca procura criar panos para o estilo de vida urbano, contemporâneo. Este pano é ideal para isso, mas não, não vai ser o pano perfeito para o ano inteiro em Portugal, sejamos sinceros, é uma nuvenzinha de inverno. Eu que moro no Reino dos Mouros, não me vejo a usá-lo com calor, mas para o que é feito, é magnífico.

Tem, no entanto, um grande defeito: está esgotado!

TT_PT

Hi,

As you may all know right now, we have to blame this blog change on Elisabete Muga no longer having younger kids to carry. She claims she can´t test wraps without carrying (good excuse). I thought we could give her a babywearing doll, and try to persuade her to become the crazy lady carrying a doll everywhere, not such a bright idea I know!

Consequently she decided to keep the blog alive by reaching out to some of us, who volunteered to help with “good intentions” (I know… good intentions right…). To tell you the truth, none of us is eluded, she is not replaceable, but we all want to prevent this blog from shutting down. Elisabete will steer the wheal give ideas, suggestions, check and approve contents.

If you have patience enough to stay with us while we learn, we will give it our best!

I’m the first one introducing myself. I met babywearing as an aunt, I only have one baby (so far) and I always wanted to carry him. This world and its emotions are somewhat indescribable, but I knew I wanted and needed babywearing in my life.

As I entered motherhood, babywearing wasn’t as easy and natural as I wished. I got home to lots of babywearing items (wraps, carriers) and a baby who did not liked to be carried, the position wasn’t as comfortable to him as with many because he kept his legs straight all throughout the pregnancy. I kept asking advices on facebook and reading. When he was 2 months we only carried sporadically. But time and patience, as always, changed things. We had an appointment with a babywearing consultant (Tânia Pinto), who really helped me gaining trust. And when he was 4 month we vacationed without the stroller. By now, I can’t imagine life without babywearing (and I have no idea why I spent so much money on a stroller…).

By participating in this blog I would like to share the joy and the love, but also learn, read, research, test, and know why some wraps make us fall in love, and other just “nheee”. Unfortunately we can’t always try out woven wraps before buying them, so I want to learn more about what I like and don’t like, compare different wraps, and find out what makes it work for me and my baby.

This blog is a reference in the Portuguese babywearing world. How many of us researched wraps here. If while learning I can add one or another wrap here I would be very happy. I appreciate all advices and constructive criticism.

If you still have patience in you to keep reading, my first review is about a wrap that completely blew my mind:

review: Lucky strike on a starry night!

It was a true lucky strike what allowed me to try, for the first time, a HE (#highend) woven warp. Some of my friends found there was an international journey being organized, requesting applications to meet a Tulipe Turquoise woven wrap.

I wanted it, I wanted it so much, but, as a lazy newbie I had not set an international feedback link yet, which was of course mandatory.

I tried to set one up in a hurry, but my cell phone conveniently crashed, unlucky me, I believed I had to sit out of this one. Two friend got in, and as babywearing is not just about wraps, it is learning, love and friendships. I hoped, that with a bit of luck, I might meet this beauty, in a small get together for a cup of coffee.

As another international opportunity rose I finally set up my feedback. And one of my friends suggested we asked if I could still join this trip. I didn’t allow myself to hope, but we did ask.

The travel organization made it possible, if my friends agreed to split their 2 weeks with me. As true friends they said yes, thank you so much. And I got in, to the list, and group, I believe I was going to be ok.

As a wrap of a starry night though, our stars were not yet aligned… The wrap got to Portugal, my first friend tested and loved it, and as my time arrived, I caught a terrible flu, that grounded me at home, and I lost my chance.

I wrote to the organizer to thank the opportunity, explain why I wasn’t wearing the wrap, and why we had gotten back to the initial plan, one week for each of my friends with this wrap, and I would heal, get better, and apply in another opportunity. At the moment, I believed it just wasn’t meant to be.

Luckily, babywearing is really not only about wraps. And the fabulous organizer, gave me a few more days, extended the wraps travel, so that I could test this wrap after my second friend’s week and after I got better.

That was when me and starry night aligned our stars, there was no getting away now, and how lucky that was!

When I first got it, at a coffee, I put my hand inside the box, and then the bag he was in just to touch it shyly, oh soft as a blanket, soft and spongy, and fluffy. I was growing anxious to try it, so I went to the closer home I thought of, my mom’s.

I took it out and made a DH (#doublehammock), I admit, I had my mom watching and judging, always afraid I could drop my child, so I was concentrating hard to look good. Due to the audience, I only relaxed when I tied the knot.

Wow as I relaxed I finally allowed myself to feel this wrap, I had an “Oh My God” (#OMG), my baby suddenly weighted nothing, went from 10kg to 10grams. I was wrapped around in a fabulous cloud, we could go outside, and all went well with the World.

I am an anxious mom, when carrying my baby on my back, I am always checking him up, either on car windows, or mirrors, or using my cell phone. Well with this wrap I didn’t. All was well and I could feel it. I felt like jumping up and down like a child, singing. I felt good, safe, and comfortable, and so I trusted my baby was fine, and he was enjoying it as much as I was.

It really was a moment! I felt like a princess.

This wrap has a goof diagonal, hugs us delicately, it is easy to adjust and wrap with. It is a thick wrap, roughly 372g/m2, but you don’t feel the thickness, it doesn’t influence the wrapping job nor does it limit it. It has 72cm height, allowing for a beautiful and steady seat. In a limited, size 6 edition, leaving us wondering for more.

To tell the truth this wrap was not made for our Portuguese clima, designed in Belgium, made in Germany, GOTS certified, Tulipe turquoise creates wraps for a contemporary urban lifestyle, they are ideal for such use, but it won’t be perfect for all year round in Portugal. It is a winter blanket. I live in Algarve, don’t see how I could survive summer heat with this wrap, but I would love to spend the winter wrapped in it, it is perfect for what it was made.

It has, however, one big flaw: it is sold out!

Rita Andrade

TT_EN.jpg

2 thoughts on “TULIPE TURQUOISE SIGNATURE STARRY NIGHT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s