Rona Baby

Rona Baby
Painel 100% linho

Review: lata de sardinhas

Olá! Esta semana trago mais um acessório de verão (cadê você verão, já agora?), mais um onbuhimo, mais um daqueles que rimam com costas, calor, sobe e desce e tudo e tudo. Trata-se de um Rona, que a maioria de vocês já deve ter ouvido falar.
A Rona vem diretamente da Ucrânia para Portugal e, já com uns aninhos de presença no mercado, está em processo de registo de marca. A Rona é conhecida por ter artigos low cost ou “mais em conta”.

1 (1)

Este onbuhimo em particular tem vários pontos a favor e alguns menos contra (como quase tudo na vida…). Já vos disse que não gosto de mochilas? Pois bem, já andei umas poucas vezes com este onbuhimo e posso dizer que o nível de conforto se espelhou muito, mesmo muito, no bom ajuste, no acertar no ponto certo para mim.
A baby não se queixa, menos mal, de facto eu é que ando muito exigente, demais até .

O painel é regulável em largura, e tivemos que usar já no máximo, mas é sempre uma vantagem este ajuste. Além disso, tem um bom alcochoado na zona das perninhas do bebé.
As alças são, na minha opinião que tenho ombros exageradamente sensíveis, pouco almofadadas para o menos. Porém, com o ajuste certo de alças não sinto que massacrem demais nos ombros.
As alças são bem reguláveis, para mim que sou baixinha talvez o ótimo fosse apertarem só um pouquinho mais, mas nada por aí além.
O painel é de linho. Ai ai o linho. O linho e a febre da procura do linho agora no “verão”…
Sabem que o linho tem tendência a ser assim um pouco para o áspero (o rústico), não sabem? Pois bem, este é muito. Digamos que é… Encorpado.
Não sei adivinhar o quanto ele amaciará com o uso, mas para já quem é sensível de toque preparem-se que este tem presença!

Agora, porquê chamar a este review lata de sardinhas? Nada em particular relacionado com este onbuhimo, é uma coisa mais geral, mas é um bocado como me sinto quando uso um onbuhimo. Até ficar mais ou menos confortável (miúda longe do meu rabo e fivela de segurança sem me estar a estrangular), sinto necessidade de apertar tanto que me sinto como uma sardinha numa lata. E nada melhor do que escolher as conserveiras aqui da zona para ajudar a ilustrar o cenário…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s